Gestão de Eventos - Centro Paulo Freire, VIII Colóquio Internacional Paulo Freire

Tamanho da fonte: 
CURRÍCULO E FORMAÇÃO DE PROFEESORES NA PERSPECTIVA DE PAULO FREIRE E DE RUDOLF STEINER: UM DIALÓGO POSSIVEL
Ana Carolina Novaes Araujo

Última alteração: 10-09-2013

Resumo


A partir de uma rápida análise da situação atual da educação brasileira, este trabalho apresentauma reflexão sobre a necessidade emergente de mudanças na prática pedágogica desenvolvida em nossasescolas para reversão da situação apresentada. O mesmo sugere que essas mudanças sejam iniciadas pelaconstrução de um novo currículo, diferenciado e vivo, que possibilite a formação integral do indivíduo e permitauma educação onde a liberdade seja uma prática. Sugere ainda uma formação docente contínua, que possibilite aprática dos conceitos e princípios defendidos nesse novo currículo, onde ensinar vai além de transmitir saberes eaprender é um processo vivo, reflexivo, dinâmico e significativo. A formação docente sugerida também respaldaa vivência da inovação pedagógica em sala de aula, inovação que é entendida como a quebra de um paradigmaeducacional baseado na transmissão de conteúdos para a vivência de um novo fazer pedagógico que tem comofoco a aprendizagem, a construção do conhecimento, que se dá de forma ativa, mediada por alguém que criamomentos de aprendizagem. Para isso, essa proposta baseia-se nos princípios de Paulo Freire e sua PedagogiaLibertadora, e nos princípios de Rudolf Steiner e sua Pedagogia Waldorf, que filosoficamente são distintos , masapresentam similitudes principalmente no que diz respeito ao objetivo da educação que é de libertar as pessoas etorná-las mais humanas.

Palavras-chave


Currículo. Formação Integral. Formação de Professores. Prática Pedagógica.

Texto completo: Resumo  |  Trabalho