Gestão de Eventos - Centro Paulo Freire, VIII Colóquio Internacional Paulo Freire

Tamanho da fonte: 
AVALIAÇÃO POR PORTFÓLIO: UMA ABORDAGEM FREIREANA
Rosineide Costa Falcão

Última alteração: 25-08-2013

Resumo


A avaliação educacional e da aprendizagem vem sendo colocada no centro das discussões sobre a qualidade da educação escolar, em especial, por educadores/as comprometidos com uma sociedade substantivamente democrática, em uma perspectiva de aprendizagem como direito de cidadania. Parte-se do pressuposto freireano de que a avaliação é inseparável de uma prática educativa ética e fortalece os caminhos para a construção de “Uma Educação como Prática da Liberdade”. Entre várias estratégias e instrumentos de avaliação, este artigo focará a importância do Portfólio na Educação Infantil, tomando como referência a Pedagogia Paulo Freire em diálogo com outros autores, que ilustram o tema apresentado. Colocar o Portfólio como pauta na reflexão sobre avaliação na Educação Infantil é ampliar a discussão sobre qual a concepção de educação e de escola assumida pela escola no seu projeto político pedagógico. Entretanto, não se pode esquecer que há uma questão maior que alicerça esta discussão: em qual projeto de sociedade, a escola se integra e como as suas ações na educação infantil podem colaborar com essa proposta. Se assumirmos uma educação como prática de liberdade (Freire, 1967), precisamos que os processos pedagógicos e as aprendizagens na Educação Infantil e na escola em sua totalidade favoreçam à mesma. .Nesse nosso artigo, demonstraremos como o Portfólio pode ser uma estratégia de avaliação inseparável do ato educativo que se produz na educação infantil, pois, possibilita reunir os princípios freireano de “rigorosidade metódica”, “pesquisa integrada à prática pedagógica”, dialogicidade, respeito à autonomia do/a educando/a; criatividade; leitura crítica da palavra e do mundo, em diálogos com autores que desenvolvem um trabalho de avaliação por meio do Portfólio. Falaremos do Portfólio de Aprendizagem, o seu processo de avaliação como o mais fidedigno para a Educação Infantil. Acrescentamos os Portfólio Particular e Portfólio de Transição. Definindo seus conceitos e práticas pedagógicas. Este trabalho, de natureza bibliográfica, dialoga com Paulo Freire, abordando os conceitos de autoavaliação do profissional de educação, e suas interações com a Educação Infantil; com Vygotsky a trajetória do desenvolvimento infantil e suas questões sociais com ênfase na ZDP e as minúcias que envolvem a clientela da Educação Infantil. Trabalhando também, autores da área e suas especificidades em relação ao Portfólio da Educação Infantil. A avaliação na educação infantil por meio do Portfólio trata do processo de ensino e aprendizagem com crianças da educação infantil, de forma não convencional, em postura lúdica e prazerosa. Nosso objetivo é mostrar que a avaliação na Educação Infantil não se resume a fichas e relatórios complexos que muitas vezes não são fidedignos a realidade da criança. Só o educador comprometido com a Educação, assume o desafio de trabalhar com educandos da Educação Infantil a Avaliação por meio do Portfólio.

Palavras-chave


Avaliação, Portifólio, Abordagem Freireana

Texto completo: Resumo  |  Trabalho